Tatá Aeroplano

Notícias do Tatá

Sentimentos difusos de uma existência multidimensional dentro de um corpo só?

Dia sim

Dia não

Sentimentos difusos de uma existência multidimensional dentro de um corpo só?

Sinto muitas coisas mirando o fundo dos olhos da nossa presidenta … jogada numa arena virtual … uma violência de doer n’alma … o eterno retorno dos ditos homens de lei e costumes … golpistas do estado do espírito libertário … pedras e mais pedras … olho nos olhos da Dilma …. e sinto a mesma coisa que ela … dói e não tem como aquietar a alma.

Das vezes que mirei no fundo dos olhos do Dunga e senti o que se passava lá dentro. Foi assustador … uma guerra interior …. nada de novo no front … e o cara se segurando e lutando por um passado “dito” glorioso e vitorioso … que nunca mais acontecerá de novo. Hoje é só dinheiro velho, arcaico e contaminado. Explosões de ódio e dor que certamente não são saudáveis.

É tempo das pessoas explodirem o tempo inteiro …. pra dentro … pra fora … pros lados.

É a vida vivida e gasta num tipo de batalha virtual. Um grande jogo que não tem fim. Publicações de todos os tipos:  dissabores, encantamentos, reflexões, denúncias, amores, comédias, desabafos, musica, fotos, cores e vida pipocam nas timelines.  Disputas ou não disputas por espaços irreais? Ou seria o novo modelo existencial? Muitos se entrincheiraram e vivem dentro das máquinas. Uns com ternura outros não. É justamente a possibilidade binária do estado de espírito de cada um que torna tudo muito encantador.

Eu que sou espírito velho. Dô muito conta não dessa virtualidade pulsante no “terreiro inexistente”. Intão iscrevo as véis pra alivia as dor desses novo tempo.

Peguei a virada da maré pero não fugi da rede. Vivo plenamente minhas alegrias e dissabores da nova idade média. É claro que tem muita coisa boa e bela por aqui. Através desse novo mundo que consigo levar meus sons sem precisar ter que lidar com o arcaico decaído sistema. Nesse ponto. É uma revolução sem precedentes. Hoje vivo mais livre do que nunca por conta da internet e viver a as ruas da cidade e seus encantos.

No ano passado …. na casa amarela … a inspiração do mestre Yanick … dividimos o microfone e cantamos um mantra … de lá … subi a Augusta rumo ao sujinho … só que possuído pelo lado que menos gosto dentro da minha existência … é quando aflora o gainsbarre que reside dentro de mim …. toda vez que eu misturo as doses … cachaça e baseado com amônia … as veis sucumbo a virulência da fala e dos atos. Viro um pesadelo acordado.

Abrir os canais existenciais é maravilhoso e ao mesmo tempo perigoso … corro o risco sempre … pois sou corpo aberto tempo inteiro .. tenho consciência disso … somos pessoas indo e vindo sem saber ao certo o que está acontecendo … estamos presos … somos presas …. mas também somos o vento … a brisa …. o amor … a água em forma de pensamento.

Tem que ter ternura … mas vale a pena voltar pro passado para realinhar as órbitas dos planetas. Recentemente fui na igreja pedi minha excomunhão. Não pedi pra ser batizado quando era pequeno … é uma violência nascer e ser batizado. Te dão nome … escolhem seu time de futebol … se é menino … se é menina.

Graças ao Cosmos existem pessoas que nos fazem seguir em frente com o mestre Patricio Gusmán … que veio com mais uma obra cinematográfica de arte, política, antropológica, cósmica, de  pura reflexão: “O Botão de Pérola”.

Hoje … dia sim … acordei as seis e meia … tomei um café poderoso … passei num supermercado e peguei seis latinhas … rumo a um hotel do centro da cidade …. bem no coração de sampa … abri minha primeira cerveja. Nove horas na Barão de Itapetininga. Sensação boa do sol da manhã batendo no rosto. A mochila pesada de roupa. Me deitei na cama do hotel com meus pensamentos e existências multidimensionais.

Chorei e sorri. Abri mais uma latinha. Chorei e sorri novamente em frente da mulher que só me ensinou coisas boas e me clicou quando eu estava nesse estado de absoluta loucura cósmica.

A gente vive, aprende e se desprende o tempo inteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Error: Please enter a valid email address

Error: Invalid email

Error: Please enter your first name

Error: Please enter your last name

Error: Please enter a username

Error: Please enter a password

Error: Please confirm your password

Error: Password and password confirmation do not match